Graças virtuais

 

O que são "graças virtuais"?

São graças alcançadas por pessoas que, sem ter uma imagem do santo, sem ter as pílulas para tomar, sem ter outro meio físico, utilizam-se da internet, no site do santo, para fazer seu pedido de graça e obtem sucesso.

Em todos os casos, os devotos acessaram as "velas virtuais" no site e fizeram seus pedidos rezando a novena (9 dias).

O site do santo é apenas uma ferramenta para que o devoto possa se apegar para conseguir a graça. Atualmente, o site tem 944 graças virtuais relatadas, além de outras 5406 graças convencionais.

 

Como surgiu o nome "graças virtuais"?

Em 2007, alguns devotos começaram a relatar neste site de São Frei Galvão, as graças alcançadas por intercessão do Frei. Com isso, as notícias correram o mundo (106 países), e a imprensa apelidou essas graças, em algum momento, de "graças virtuais".

Um detalhe chama a atenção: A primeira graça virtual alcançada, como é mostrada na carta abaixo, aconteceu em abril de 2007 e relatada na carta em 01 de maio de 2007. Exatamente 10 dias antes de Frei Galvão se tornar Santo, oficialmente, pelo Vaticano.

Como o Frei já realizava milagres tanto em vida quanto depois de seu falecimento, não foi surpresa saber desta nova modalidade de graça.

 

Palavra do criador das velas virtuais

"É uma graça real por um meio virtual", diz Leonardo Cipolli, criador das velas virtuais e sobrinho de oitava geração do Santo.

"São relatos impressionantes que recebemos todos os meses, são pessoas de diversos países, diversas culturas, muitos nem católicos são, mas mesmo assim conseguem a graça. É a fé da pessoa e a intercessão do Santo Frei."

"Me sinto agraciado de poder contribuir na divulgação de São Frei Galvão e levar a religiosidade a muitas outras pessoas"

 

Como posso consultar as "graças virtuais"?

As graças virtuais podem ser vistas "clicando aqui"

 

A 1ª graça virtual de São Frei Galvão

O Museu Frei Galvão, de Guaratinguetá, recebeu no dia 30 de maio de 2007 uma carta remetida do Tenessee (USA), contando uma graça alcançada pela mediação da internet.

E para que não haja distorção pela mídia, abaixo relataremos a carta na íntegra, seguido de uma foto da própria carta e do envelope, que hoje se encontram no Museu Frei Galvão na cidade de Guaratinguetá.

 

"Bom dia, meu nome é Ana Maria Chiarella Dykes, tenho 41 anos e moro no Tenessee, USA.

Gostaria de relatar um milagre que aconteceu comigo, através do Frei Galvão.

Quando descobri que estava com um problema no meu seio esquerdo, procurei um médico e o mesmo me indicara a fazer mamografia e ultrassonografia. Após terminar os exames, a enfermeira me avisou que não se tratava de um cisto, e que o médico estava me encaminhando para fazer biopsia, pois indicava alto índice de ser malígno, o carocinho que tenho no seio esquerdo.

Eu fiquei apavorava, porque quando se fala em câncer malígno, a gente já pensa que está morrendo, e isso me fez ficar desesperada com toda essa situação.

Então, chegando em casa, liguei para uma amiga no Brasil, a Luiza (Lu), e contando o que estava acontecendo comigo, ela me disse:

- Peça a Frei Galvão, reze para ele. Ele vai te ajudar.

No mesmo dia, entrei no site de Frei Galvão (www.saofreigalvao.com), acendi a vela, e durante todos os dias até a biopsia, eu pedi para que ele abençoasse o meu resultado.

Fiz a novena sem as pílulas, porque como moro nos USA, eu não tive como tomá-las.

Chegara o dia da biopsia, fui com a minha filha Giovanna, 18 anos, no hospital Hoston Valley. Terminado o procedimento, fomos para casa. Continuei rezando e acendendo a vela, a minha filha teve que ir trabalhar, então fiquei sozinha em casa, quando escutei um barulho de algo cair no chão, fui até o meu altar que fiz no quarto dela, e eram os exames que estavam no chão.

Naquele momento veio um pensamente de que algo havia acontecido com o meu resultado, olhei no relógio e eram 17h03, logo em seguida minha filha ligara para saber como eu estava, e eu contei o que tinha acontecido, e ela disse:

- Tá vendo mãe, com certeza é um sinal de que vai dar tudo certo.

Perguntamos quando o resultado ficaria pronto para a enfermeira e a mesma disse, mais ou menos 3 dias úteis, então, como fiz a biopsia na quinta-feira (26/04/07), estávamos esperando para saber na quarta-feira.

Na manhã de terça-feira, resolvi ligar para a enfermeira, para pedir uma consulta para um médico que é brasileiro, e que é especialista em câncer. Quando acabei de falar, ela me passou para outra pessoa, e repeti que eu gostaria de uma consulta com o Dr Moraes, foi quando ela me respondeu:

- Você tem que passar com Dr Broc, porque o Dr moraes é especialista em câncer e você não tem câncer, o Dr Platzer recebeu a sua biopsia, e não é malígno, então você tem que passar pelo Dr Broc. Ele quer que você faça a cirurgia somente para prevenção, na hora fiquei tão nervosa que chamei a minha filha Giovanna para falar com a moça, porque como não falo muito bem inglês, poderia estar entendendo errado. Quando escutei minha filha gritar:

- Jura! Meu Deus, Isso é um milagre! Minha mãe não tem câncer malígno.

Foi aí eu tive a certeza de que entendi bem o que a pessoa estava falando para mim. Então, como forma de agradecimento e reconhecimento pela graça alcançada, estou enviando esta carta e mandarei também uma cópia do meu exame via correio, junto à minha foto.

Então quero deixar uma mensagem para todos aqueles que estiverem passando por uma situação de desespero, de aflição, angústia, medo, por favor, não deixem de rezarem para pedir ajudar para aquele que tem o dom divino, pois com certeza, eles estão prontos para nos socorrer, basta você acreditar.

Que Deus abençoe a todos, junto ao nosso querido amigo de todas as horas, Frei Galvão."

 

A carta original enviada ao Museu Frei Galvão

 

Divulgação

 

 

 

 

 

 

GRATIDÃO

   n. 180

 

Escolhemos uma graça para você ouvir!

 

 

 

 

 

 

 

 

SÃO FREI GALVÃO.com

Rua Tiradentes, 118 - centro

Guaratinguetá - São Paulo

Cep 12.502-190 - Brasil